O vínculo entre a família e a adolescência é uma relação complicada, pois é na adolescência que as crianças se tornam jovens e começam a ver o mundo de outra forma.

Este processo não é simples e passa por várias fases de descoberta interior. É também a altura em que o adolescente se revolta e tenta tornar-se independente dos pais, pois considera que estes são um entrave ao seu desenvolvimento.

É importante manter um equilíbrio entre a família e a adolescência, no entanto, esta tarefa pode requerer um esforço extra da sua parte.

No Blog da Criança queremos tentar facilitar a relação entre a família e a adolescência, de uma forma simples.

Saiba colocar-se no lugar dos seus filhos

A questão mais importante para uma boa relação entre a família e a adolescência é saber como se colocar no lugar dos seus filhos.

É muito simples para um adulto, esquecer-se dos seus desejos da adolescência. Atualmente, pensamos apenas naquilo que será melhor para os nossos filhos, sem os termos em consideração.

Esta atitude, não é propriamente um defeito, pois cabe-nos a nós a difícil tarefa de guiar os mais novos para as exigências da vida atual, no entanto, existem várias formas de o fazer.

Veja algumas formas de aligeirar o vínculo entre a família e a adolescência de forma a tornar o seu filho mais próximo de si.

  • Tente combinar atividades que lhe agradem – Para aproximar a família e a adolescência, é necessário que os pais façam alguns esforços. Pergunte diretamente ao seu filho o que ele gostava de fazer e combine para um dia em que todos estejam disponíveis. O facto de perguntar diretamente, vai mostrar ao seu filho que se importa com os gostos dele e que está disposto a alterar a rotina.
  • Ajuste a educação – A adequada educação da criança, pode facilitar imenso a ligação entre a família e a adolescência. A criança deve ser educada, desde muito jovem, a manter o contacto e o companheirismo com os pais. Caso não o tenha orientado nesse sentido, por falta de tempo ou por ter sido o seu primeiro filho, pode tentar ajustar lentamente esta relação. Não tente alterar subitamente toda a relação familiar, combine jantares em família, depois uma pequena saída escolhida pelo adolescente, etc. Não force a situação, deixe que seja o seu filho a adaptar-se a este novo dinamismo.

Acima de tudo, tenha presente que a relação entre a família e a adolescência é tumultuosa na maior parte dos casos, no entanto, cabe ao adulto tentar modificar essa situação.

Não espere grande colaboração numa fase inicial, mas mantenha-se motivado e verá que os seus esforços serão recompensados.

A adolescência é uma fase de descoberta e experiências e ficaremos muito mais descansados se os nossos filhos estiverem próximos de nós.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here