Os dados divulgados nos últimos estudos são preocupantes. Cada vez mais adolescentes sofrem com ansiedade e com depressão durante essa fase, que pode ser considerada, uma das mais difíceis.

A adolescência é uma fase complicada por ser um momento de transição seja social, psicológica ou hormonal.

Os pais podem e devem estar atentos aos sinais dessas doenças, mas mais do que isso, podem oferecer um ambiente seguro para que essas doenças sejam prevenidas.

No nosso artigo de hoje, você vai conhecer algumas dicas, para afastar as doenças do século do seu filho adolescente. Confira:

1 – Cuidado com a pressão

É essencial para o desenvolvimento saudável que o adolescente tenha metas, aspirações futuras e que os pais se preocupem com seu desempenho nas atividades.

Porém, o que vemos hoje, são pais que pressionam os filhos a serem sempre os melhores, o enchendo de atividade ou mesmo não tolerando qualquer tipo de erro.

É bem delicado pressionar adolescentes, a cobrança deve vir na medida certa para o que fase suporta. A pressão, pode fazer com que o adolescente desencadeie comportamentos depressivos e ansiosos.

A escola também não deve ser um local de pressão em excesso, por isso é importante escolher bem onde o adolescente vai estudar ou mesmo ouvir a opinião dele sobre a escola.

2 – Questões de auto-estima

A adolescência é a fase em que as questões de auto-estima “gritam”, os adolescentes acham que estão feios, fora do peso ou com espinhas demais.

Tudo isso tem relação com um padrão social, não reforce isso. Nem sempre você vai poder fazer com que seu filho esteja com a auto-estima em cima, mas tentar colocá-lo num padrão não é a melhor saída.

Tente ouvir as reclamações do seu filho e o incentivar a se aceitar dessa forma, ou procurar maneiras de reverter a situação (por exemplo, levando ao nutricionista quando é questão de peso, comprando roupas novas se for uma questão de estilo) ajude com o que estiver ao seu alcance.

3 – Diálogo

Muitos adolescentes que sofrem de depressão e ansiedade, reclamam de não conseguirem ter um espaço de fala dentro de casa. Muitas vezes os pais, julgam tudo como drama adolescente, sequer dando espaço para ouvir sobre o dia do filho ou sobre uma confusão que aconteceu na escola.

O diálogo entre você e seu filho deve permanecer em qualquer fase e pode ser a saída para evitar ou solucionar diversos problemas. A nossa dica é que você sempre tenha um tempo para ouvir o adolescente e dar um feedback sobre o que ele contou.

Isso vai fortalecer a relação de vocês e ele nunca vai se sentir sozinho, sabendo com quem contar.

Lembrando que se você não fez isso durante a infância, pode ser mais difícil agora, já que os adolescentes tendem a se fechar mais. A nossa dica nesses casos, é ir tentando uma aproximação aos poucos.

4 – Não minimize o que o adolescente sente

Outro hábito comum dos pais de adolescentes é achar que eles não tem problemas ou que aquela tristeza é passageira, coisa de adolescente.

Seu filho pode não ter os mesmos problemas que você, mas isso não significa que não existem problemas, por isso nunca ache que é algo bobo, rindo ou mesmo não ligando para a queixa.

Invalidar sentimentos é uma das piores coisas que qualquer pai pode fazer, dê sempre atenção aos sentimentos e problemas do adolescente.

sinais-de-ansiedade-e-depressão

Mesmo com tudo isso, sinais de ansiedade e depressão devem aparecer, por isso a qualquer comportamento diferente e recorrente do adolescente, marque um psicólogo. O profissional vai poder ajudar a família nessas situações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here