Hoje o Blog da Criança mais uma vez traz para os nossos leitores um linda história religiosa, a de Nossa Senhora da Rosa Mística. As rosas estão ligadas a diversos simbolismos religiosos, mas o mais sublime de todos, e ao qual todos os católicos enaltecem é Nossa Senhora, Virgem Maria, mãe de Jesus.

Sendo a Rosa um dos símbolos da Virgem Maria e Nossa Senhora,  recebeu o adendo de “Rosa Mística” porque em suas diversas aparições pelo mundo, a Virgem Maria surgia com três rosas no peito. Cada rosa tem uma cor e uma simbologia diferente, a rosa vermelha, simboliza o sacrifício e abnegação da Virgem como mãe, a rosa branca simboliza a oração e a pureza, e a rosa amarela dourada simboliza a penitência.

nossa-senhora-rosa-mistica
Nossa Senhora da Rosa Mística

O nome “Rosa Mística” aparece em relatos históricos e religiosos datados com mais de 500 anos. O título de Nossa Senhora Rosa Mística foi atribuído à Virgem Maria, mãe de Jesus, a partir das suas inúmeras aparições, decorridas entre 1947 e 1984, nas localidades de Montichiari e Fontanelle, na Itália, à vidente Pierina Gilli.

Na Alemanha, o Santuário de Rosenberg (diocese de Spira) abriga uma imagem milagrosa de Nossa Senhora Rosa Mística, venerada desde 1738, e diversos Cânticos Marianos citam em várias passagens o nome Rosa Mística.

Foram diversas aparições de Nossa Senhora da Rosa Mística por todo o mundo, em especial na Itália e no Brasil; e em todas as aparições a Virgem Maria apresentava-se com as 3 rosas e pedia orações e que os religiosos de todo o mundo cumprissem a missão evangelizadora, agindo como verdadeiro instrumentos do amor de Jesus.

Maria Rosa Mística é também o nome dado a um conjunto de 30 Sermões publicados entre 1686 e 1688, por padre António Vieira, em Lisboa. Os 30 Sermões que constituem Maria Rosa Mística, abrangem o tema da devoção à Virgem Maria e ao seu Rosário.

Gostaram desta linda história? 🙂

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here