Inicialmente é necessário esclarecer o que significa ‘tiques’, trata-se de  movimentos ou sons involuntários, súbitos e repetitivos, que envolvem um determinado grupo de músculos. Exemplos de tiques: estalo dos dedos, piscar excessivo dos olhos, contrair os lábios, franzir da testa, entortar o nariz, movimentos bruscos com o pescoço, ocasionando situações constrangedoras à pessoa. Podem ocorrer na criança ou no adulto. Quase sempre são ‘mecanismo’ que o ser humano involuntáriamente encontra para aliviar as tensões de uma fase e tendem a desaparecer espontaneamente. Entretanto caso perdure por um período superior de tempo, pode-se avaliar a possibilidade da criança ter Sindrome de Tourette. Para saber mais sobre a sindrome aconselho a leitura do artigo: Wikipédia-Tourette

É importante que os pais e os educadores lidem com serenidade com a situação e jamais chame a atenção da criança a frente das pessoas, fazendo com que ele se sinta ridicularizado. Chamar a atenção do filho(a) para o problema só vai piorar. É importante conversar calmamente com a criança e tentar compreender o que se passa e tranquiliza-la. A tendencia natural é que os tiques desapareçam, caracterizando apenas uma fase dificil para criança como o nascimento de um irmãozinho, a entrada para a escola, etc.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here