Cobranças e responsabilidades excessivas são as principais causas do estresse infantil. O estresse é um transtorno emocional que pode afetar pessoas de qualquer idade. A doença é tão comum nos dias atuais que chega a afetar inclusive as crianças. Mas o que seria o estresse infantil e por que existe?

Especialistas explicam que o distúrbio decorre de diversos fatores do dia a dia, principalmente cobranças e responsabilidades demasiadas direcionada as crianças.

criancas-sofrem-estresse

Uma das principais causas que favorecem para o estresse infantil, de acordo com pesquisas, é a cobrança dos pais em relação aos estudos que iniciam-se cada vez mais cedo na vida de uma criança. O mundo é cada vez mais competitivo e o mercado de trabalho assim como a sociedade impõe que para ser um excelente profissional precisa ter um currículo exemplar, repleto de atividades, ou seja, quanto mais cedo iniciar, melhor.

Até que ponto atitudes como estas são benéficas para o crescimento e amadurecimento da criança? Balé, natação, curso de informática, curso de inglês entre outras atividades, devem ser iniciadas a partir de qual idade? Especialistas afirma que isso é muito relativo e irá depender do desenvolvimento natural de cada criança. Contudo deve-se tomar cuidado para não exagerar na quantidade de atividades no dia a dia, pois uma criança também precisa brincar e simplesmente ser criança.

O excesso de cobrança dos pais, assim como a superproteção também são responsáveis pelo desequilíbrio emociona infantil. Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, na Universidade de Michigan, aponta que crianças que sofrem por violência física ou verbal são as pioneiras em mudanças comportamentais. A pesquisa foi realizada com 160 crianças de 4 a 6 anos e 90% apresentou algum tipo de alteração na conduta emocional.

De acordo com o Centro Psicológico do Controle do Estresse, 32% das crianças brasileiras sofrem de estresse. Dentre os motivos já apontados, também podemos ressaltar outras causas que seriam a ausência dos pais, conflitos na família, traumas e perda de parentes e amigos próximos.

As fases do estresse

A psiquiatria divide o estresse em dois estágios, sendo o estresse agudo e o crônico. Para melhor exemplificar, o estresse agudo é quando a criança sofre por perder um parente próximo. O crônico por sua vez, decorre do excesso de atividades diárias ou até mesmo incidentes de bullying. Especialistas explicam que cada criança possui biologicamente características que as diferem, contudo, cada uma irá encarar a situação de maneira distinta.

Como identificar o estresse infantil?

Especialistas explicam que não há uma fórmula específica para detectar que a criança está estressada, entretanto, vale observar principalmente as mudanças bruscas de humor. Cada criança reage de uma forma, umas ficam deprimidas e inibidas, outras ficam birrentas agitadas e agressivas.

A primeira iniciativa ao perceber que a criança está sobrecarregada e estressada é procurar diminuir as obrigações e atividades diárias. Especialistas explicam que o estresse infantil quando ignorado pode contribuir para a formação de um adulto sensível a transtornos mentais e físicos.

Fonte: AtivasOnline

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here