O auxílio de um psicólogo infantil é essencial durante fases importantes da infância, e vai determinar a saúde mental e comportamentos dos nossos pequenos durante toda a vida.

A infância é uma fase onde grandes mudanças acontecem, por vezes, num curto espaço de tempo. A criança nem sempre se consegue adaptar a tudo isso da melhor forma possível, criando sintomas e comportamentos de alerta.

Levar o seu filho ao psicólogo não é sinal de fraqueza ou de não resolução do problema da sua parte, pelo contrário, é um sinal que os pais conhecem os seus limites e sabem onde não conseguem trabalhar com efetividade.

A psicoterapia infantil é um trabalho em conjunto, entre pais, terapeutas e crianças. Por isso a presença dos pais torna-se tão importante nesse processo.

No nosso artigo de hoje damos-lhe a conhecer algumas situações onde o psicólogo infantil dever ser consultado. Confira.

1 – Não adaptação 

Na infância é comum a mudança de escola, de casa, de bairro e até mesmo de cidade para acompanhar os pais numa nova jornada. Algumas crianças adaptam-se bem a tudo isso e outras mostram-se bem relutantes.

Toda vez que acontece uma grande mudança na vida da criança e a mesma não se adaptar, os pais devem procurar ajuda. Lembrando que nas primeiras semanas é normal mostrar alguns sintomas ou sentimentos face a essas mudanças, mas se for recorrente, é um grande sinal de alerta.

2 – Luto

É também durante a infância que pode acontecer a primeira perda da vida infantil, como por exemplo, morte dos avós, do cachorrinho ou de alguma pessoa querida.

Muitos pais acreditam que as crianças ainda não entendem sobre a morte, porém, embora do jeito delas, elas conseguem identificar quando uma grande perda acontece.

O psicólogo infantil pode auxiliar a criança a manifestar todos esses sentimentos provenientes do luto.

3 – Dificuldade de aprendizagem

Muitas crianças mostram dificuldades em aprender. É preciso descartar todas as questões cognitivas para constatar que a dificuldade pode ser de caráter emocional.

Ou seja, muitas crianças têm plena capacidade de aprender, mas há um bloqueio psicológico que pode atrapalhar o desempenho escolar.

Esse com certeza é uma das causas mais comuns na infância.

4 – Separação dos pais

Quando os pais se separam, temos outro grande desafio para os pequenos, que podem ter reações de má adaptação e luto ao mesmo tempo, além do abandono que podem sentir de uma das partes.

A psicoterapia infantil também pode auxiliar a criança a lidar com todos os sentimentos dessa fase.

5 – Dificuldade com limites / regras

Regras e limites são essenciais para uma infância saudável, os pais devem priorizar que as crianças vivam num ambiente onde nem tudo é permitido.

Porém, muitas crianças não lidam nada bem com isso. Elas podem não obedecer a regras e até mesmo desafiar os pais.

Com certeza nessas horas o ideal é procurar um psicólogo infantill, pois pode ser algo relacionado com a fase que a criança vivencia, mas é importante uma intervenção profissional.

6 – Desinteresse em estar com outras crianças

A forma de comunicação mais efetiva na infância é o brincar. A interação com outras crianças é importante para o desenvolvimento saudável dos pequenos e eles geralmente adoram.

Se o seu filho se recusa a brincar com outras crianças, mesmo quando é incentivado, isso pode ser sinal de ansiedade ou tristeza, por isso o ideal é ter um acompanhamento psicológico.

7 – Problemas em controlar os esfíncteres

Por fim, se a criança faz xixi ou cocó na cama, numa fase onde isso já não é suposto, o ideal é procurar ajuda de um psicólogo infantil, uma vez que há sempre algo emocional e nem sempre consciente por trás.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here